[imprimir]
[em construção]
 

 

Ambiência e construções rurais

      A Bioclimatologia aplica o conhecimento sobre o clima e os conceitos básicos de clima e conforto às relações com os seres vivos.

      Aplicada à arquitetura, a Bioclimatologia permite tirar proveito as condições climáticas ou evitar seus efeitos negativos sobre os animais, propiciando um ambiente interno confortável para os usuários.

      A arquitetura bioclimática baseia-se na correta aplicação de elementos arquitetônicos e tecnologias construtivas para consumir-se menos energia, otimizando o conforto de seus ocupantes.

      Uma destas estratégias arquitetônicas é o uso de inércia térmica, que normalmente é empregada em: climas desérticos, pouco frios e em ambientes comerciais condicionados artificialmente.

      Em climas desérticos, aproveita-se a diminuição da temperatura externa noturna para o resfriamento da massa térmica da edificação, e durante o dia, quando ocorre o aumento da temperatura externa, mantêm-se a edificação fechada, evitando-se o ganho de calor externo.

      Em climas frios moderados, os materiais construtivos armazenam o ganho de calor solar e o ganho de calor interno durante o dia, e evitam que a edificação perca com facilidade o calor para o exterior no período noturno.

      Em ambientes comerciais, aproveita-se o resfriamento noturno da envoltória para diminuir o consumo de energia de equipamentos de ar condicionado durante o dia.

 

Bibliografia sobre construções rurais e ambiência

  • CARNEIRO, O. (1986). Construções Rurais. São Paulo, Nobel. 12ª Ed. 719p.
  • DE LUCA, R. R. et al. (1996). Manual para técnico em bioterismo. São Paulo, Rothchild. 2ª edição.
  • DOBSON, C. - (1981). Construcciones para la explotacione porcina. 2ª ed. Zaragoza, Acribia,. 159 p.
  • EMBRATER - (1982). Manual Técnico Pecuário de Leite. Sudeste. Brasília, Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural. 261 p.
  • EMBRATER - (1981). Manual Técnico Suinocultura - Sul. Série Manuais, n° 12. Brasília, Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural. 196 p.
  • ENGLERT, S. (1978). Avicultura. 2ª Ed., Revista e Ampliada. Porto Alegre, RS, Livraria e Editora Agropecuária Ltda. 288 p.
  • FABICHAK, I. (1986) Criação racional de rãs. São Paulo, Nobel. 69p.
  • FERREIRA, M.G. (1982). Corte e Postura. Porto Alegre, Editora Centaurus. 118p.
  • GALLI, L.F. & TORLONI, C.E.C. (1984). Criação de peixes. São Paulo, Nobel. 119p.
  • GARCIA-VAQUERO, E. (1981). Projecto e Construção de Alojamento para Animais. 2ª Ed. Lisboa, Litexa - Portugal,. 237 p.
  • GODINHO, J.F. (1983). Suinocultura: Tecnologia e Viabilidade Econômica. 2ª ed., revista. São Paulo, SP. Livraria Nobel S.A., 323 p.
  • HAHN, G. L. (1993). Bioclimatologia e instalações zootécnicas: aspectos teóricos e aplicados. Jaboticabal, Funep/UNESP.
  • IAC (1985). Curso de avicultura - 5ª ed. Campinas, Inst. Campineiro de Ensino Agrícola. 331p.
  • JARDIM, W.R. (1985) Curso de Bovinocultura. 6ª ed. Campinas, Inst. Campineiro de Ensino Agrícola,. 525 p.
  • KUPSCH, W. (1986). Construção e uso prático de aviários e gaiolas para pintos, frangos e poedeiras. São Paulo, Nobel, 231 p.
  • KUPSCH, W. (1986) Criação e Manutenção de Perus e Gansos. 7ª ed. São Paulo, Nobel,. 88 p.
  • LONGO, A.D. (1986). Manual de ranicultura: uma nova opção da pecuária. 3ª ed. São Paulo, Ícone,. 221 p.
  • MALAVAZZI, G. (1986). Manual de criação de frangos de corte. 2ª ed. São Paulo, Nobel. 163p.
  • MALAVAZZI, G. (1986). Avicultura: Manual Prático. 5ª ed. São Paulo, Nobel. 156p.
  • MARTIN, L.C.T. (1987). Confinamento de bovinos de corte. São Paulo, Nobel,. 122 p.
  • MEDINA, J.G. (1975). Cunicultura: a arte de criar coelhos. Ed. rev. e ampl. Campinas, Inst. Campineiro de Ensino Agrícola,. 183 p.
  • MICHELETTI, J.V. & CRUZ, J.T. (1985). Bovinocultura Leiteira: Instalações. 3ª ed. Curitiba, Editora Lítero-Técnica,. 359 p.
  • NAAS, I. A. (1989) Princípios de Conforto Térmico na Produção Animal. São Paulo, Ícone.
  • PEREIRA, M.F. (1978). Construções Rurais, vol. 1. São Paulo, SP, Livraria Nobel S.A., 231 p.
  • PEREIRA, M.F. (1983). Construções Rurais. vol. 2. São Paulo, SP, Livraria Nobel S.A., 104 p.
  • ROMASZKAN, G. & JUNQUEIRA, J. F. D. (s/d). O Cavalo. Belo Horizonte, Itatiaia. 4ª edição.
  • SANTOS, V.T. (1986). Ovinocultura: princípios básicos para sua instalação e exploração. 2ª ed. São Paulo, Nobel, 167 p.
  • SOUZA, E.C.P.M. e TEIXEIRA FILHO, A.R. (1985). Piscicultura Fundamental. Campinas, Nobel/CAIC, 88 p.
  • TORRES, A.D.P. (s/d). Criação Prática de Suínos. 4ª ed. São Paulo, SP, Edições Melhoramentos (Criação e Lavoura, n° 20), 128 p.
  • VIANNA, A.T. (1986). Os Suínos: criação prática e econômica. 15ª ed. São Paulo, Nobel, 384 p.
  • VIEIRA, M.I. (1977). Coelhos, Instalações e Acessórios. 4ª revista. São Paulo, SP., Nobel S.A., 152 p.
  • VIEIRA, M.I. (1985). Instalações para rãs. 3ª ed. São Paulo, Nobel, 130 p.
  • VIEIRA, M.I. (1986). Coelhário: instalações adequadas, maiores lucros. São Paulo, Nobel. 160 p.
  • VIEIRA, M.I. (1986). Rãs: criação prática e lucrativa. 5ª ed. São Paulo. Nobel, 229 p.
  • YANCEY, D.R. e MENEZES, J.R.R. (1986). Manual de criação de peixes. Campinas, Inst. Campineiro de Ensino Agrícola, 117 p.
  • WOYNAROVICH, E. (1985) Manual de piscicultura. Brasília, DF, Codevasf,. 71 p.
[retornar]

 

[ABERTURA] [ ANIMAIS DE BIOTÉRIO] [ANIMAIS SILVESTRES] [AVES] [BOVINOS] [BUBALINOS] [CAPRINOS] [COELHOS] [CHINCHILAS] [EQÜINOS] [OVINOS] [SUÍNOS] [BIBLIOGRAFIA] [CIÊNCIAS AMBIENTAIS] [IMPRIMIR] [MAPA DO SITE] [VOLTAR]

[enviar mensagem]

atualizado em: junho/2002

Copyright (c) 2001-2002 * Armando José Capeletto * Todos os direitos reservados

[envia mensagem]