[imprimir]
  [logo] Bioclimatologia animal on line

pesquisa e criação: Armando José Capeletto

 

Atributos anatomofisiológicos - Aves e ovos

  •       A temperatura retal das aves (41,1ºC a 42,2ºC) é superior à dos mamíferos (36,4ºC a 39,0ºC), o que indica que seu metabolismo é mais elevado.

  •    As aves suportam muito melhor o frio do que o calor, geralmente apresentando um mecanismo de retenção de calor muito eficiente na região distal da perna, a rete mirabilis.

  •    Pintos de um dia são muito vulneráveis, pois seu sistema termorregulador é pouco desenvolvido. Somente aos seis dias de vida atingem o nível normal, com o desenvolvimento das plumas e aumento da atividade metabólica.

  •    Efeitos do calor sobre a eclotibilidade dos ovos: altas temperaturas reduzem a viabilidade dos embriões.

  •    Até a 8ª semana, os pintos ressentem-se do frio; após essa fase, ressentem-se mais do calor.

  •    As aves desenvolvem-se melhor e atingem a maturidade sexual mais cedo no inverno; seu sistema termorregulador é mais adequado para reter calor e não para dissipá-lo.

  •    Um incremento da temperatura ambiental, de 18 para 38ºC, provoca:

    • redução do nº de ovos e do volume de cada ovo;
    • redução do teor de cálcio no sangue;
    • cascas mais finas
  •    O calor provoca o aumento do grau de agitação das aves, ocorrendo algumas mortes em ambientes confinados em que a densidade populacional é alta.

  •    Recomendações: ventilação dos galpões, água fresca, alimentos com menos calorias.

[voltar]  avestruz

 penas  [avançar]
 

[ABERTURA] [ ANIMAIS DE BIOTÉRIO] [ANIMAIS SILVESTRES] [AVES] [BOVINOS] [BUBALINOS] [CAPRINOS] [COELHOS] [CHINCHILAS] [EQÜINOS] [OVINOS] [SUÍNOS] [BIBLIOGRAFIA] [CIÊNCIAS AMBIENTAIS] [IMPRIMIR] [MAPA DO SITE] [VOLTAR]

[enviar mensagem]

atualizado em: maio/2002

Copyright (c) 2001-2002 * Armando José Capeletto * Todos os direitos reservados