[imprimir]

logo universidade    Bioclimatologia animal on line
                                     pesquisa e criação: Armando José Capeletto

        Paca (Agouti paca)

         [paca]      

        A paca é o segundo maior roedor do mundo, perdendo em tamanho apenas para a capivara. É maior que a cutia e tem pernas mais longas. Seu peso varia de 6 a 12 kg e mede até 76 cm de comprimento.

        É encontrada desde em florestas do centro-leste mexicano até o centro da América do Sul, da bacia do Orenoco até o Paraguai. Uma outra subespécie, a paca-de-montanha, vive ao norte dos Andes, no Equador.


        Caracteriza-se pelo seu pelame duro e eriçado, avermelhado, marrom-escuro ou preto e normalmente com 4 linhas longitudinais de manchas brancas. A barriga é branca. As pernas são fortes e terminam em grandes unhas afiadas. A paca possui quatro dedos nas patas dianteiras e cinco nas traseiras. Sua cauda é minúscula.

        A cabeça grande tem uma bochecha de estrutura óssea: o arco zigomático é ampliado dorso-lateralmente e é eventualmente usado como uma câmara de ressonância, na produção de vocalizações. Esta é uma característica dos grandes roedores sul-americanos, sem igual entre mamíferos.

        A paca vive nas florestas tropicais, de preferência em tocas próximas a riachos ou áreas alagadas. É boa nadadora e gosta da água, onde se refugia quando se sente em perigo. Sua toca, geralmente um túnel reto de cerca de 2m, tem muitas saídas de emergência, bem escondidas por folhas. As pacas são de vida solitária e pequena interação acontece entre indivíduos.

[paca na toca]

        A paca tem hábitos noturnos (o que dificulta seu manejo nas criações em cativeiro), passando o dia na sua toca. Ali, a fêmea tem suas ninhadas. São duas por ano, de um filhote cada uma, raramente dois, nascidos após uma gestação de 118 dias.

        Muito vorazes, as pacas são herbívoras e passam a noite inteira em busca de alimento. Sua dieta inclui folhas, talos, raízes, sementes e frutos caídos no chão.

        Aparentemente, a dispersão de abacates e mangas é favorecida por pacas.

        São muito procuradas pelos caçadores, não apenas porque causam grande prejuízo às plantações de cana-de-açúcar, mas porque sua carne é muito apreciada. Em algumas regiões, as pacas são consideradas pestes agrícolas, causando às vezes danos a cultivos de inhame, mandioca, cana-de-açúcar, milho e outras colheitas.

        A carne da paca é considerada deliciosa e atinge o mais alto preço de todas as carnes (de espécies domésticas ou selvagens) encontradas no mercado, o que torna promissora a possibilidade de criação para fins alimentares. No Brasil, existem atualmente apenas dois criadouros legalizados de paca.


[voltar]  Mocó

 Preá  [avançar]

[ABERTURA] [ ANIMAIS DE BIOTÉRIO] [ANIMAIS SILVESTRES] [AVES] [BOVINOS] [BUBALINOS] [CAPRINOS] [COELHOS] [CHINCHILAS] [EQÜINOS] [OVINOS] [SUÍNOS] [BIBLIOGRAFIA] [CIÊNCIAS AMBIENTAIS] [IMPRIMIR] [MAPA DO SITE] [VOLTAR]

[Envia mensagem]

atualizado em: maio/2002

Copyright (c) 2001-2002 Armando José Capeletto Todos os direitos reservados